Você já ouviu falar do conceito Digital First?

Em um cenário no qual o digital está cada vez mais integrado à realidade dos negócios, conceitos como Digital First fazem ainda mais sentido, traduzindo um ideal de otimização compartilhado pela maioria das empresas: a digitalização de processos.

No entanto, apesar de simples e extremamente atual, Digital First ainda soa estranho em muitos ambientes. Por isso, preparamos este conteúdo para tratar sobre o tema e expandir os seus horizontes em relação às possibilidades e diferenciais que uma estratégia Digital First pode oferecer. Vamos lá!

Afinal, o que é Digital First?

Como a tradução livre do termo já indica, Digital First se trata de colocar os meios digitais em foco dentro das operações da empresa. Ou seja, é priorizar o uso de soluções inovadoras e que conduzam os seus processos a um formato cada vez mais digital.

Assim, muito mais do que investir em softwares, equipamentos de automação e recursos tecnológicos, Digital First representa uma forma disruptiva de enxergar a tecnologia. É focar ao máximo no potencial de otimização que ela é capaz de agregar, ainda que a partir de mudanças simples.

Qual a importância da estratégia Digital First? 

Muito em razão da Transformação Digital, a abordagem de negócios voltado ao Digital First vem se tornado o padrão nos mais diversos ambientes digitais. Na prática, isso se deve aos benefícios que o modelo é capaz de agregar. Confira, a seguir, os principais deles!

Otimização da marca 

Operações mais modernas, associadas à processos digitais, são essenciais no cenário atual. Como grande parte dos negócios estão se inserindo na Era Digital, seguir por esse caminho é uma estratégia muito positiva para fortalecer a marca, demonstrando uma postura de inovação e de alinhamento às práticas adotadas pelos grandes players do mercado.

Aumento do alcance operacional 

Uma das grandes vantagens de assumir uma atuação focada no digital é romper as barreiras geográficas, permitindo à empresa operar em ambientes que, antes, não era possível. Dessa forma, o Digital First abre portas para uma atuação de longo alcance, descentralizada, com mais oportunidades de negócios.

Nesse sentido, por exemplo, empresas locais, ao utilizarem plataformas de vendas online, alcançam consumidores em qualquer localidade, reforçando a sua competitividade no mercado.

Maior segurança 

Em regra, a abordagem Digital First tende a otimizar a segurança das operações da empresa, uma vez que está apoiada no uso da tecnologia e de recursos inovadores. Por exemplo, hoje é muito comum a utilização da computação em nuvem para armazenar documentos de forma segura.

No mesmo sentido, o uso de documentos digitais e tecnologias auxiliares, como a Certificação Digital, também agregam reforçam fortemente o quesito segurança, garantindo a autenticidade de informações em transações online.

Melhor acesso aos dados 

A estratégia Digital First também conduz à utilização mais estratégica dos dados. Nesse cenário, softwares de CRM e ERPs, por exemplo, são a base para operações orientadas a dados e para decisões mais assertivas, em diferentes frentes do negócio.

Como criar um plano de negócio Digital First? 

Se inserir a empresa na realidade Digital First está no seu radar, saiba que esse processo deve ser realizado de forma estratégica, a partir de um bom planejamento. A seguir, destacamos algumas das medidas que devem ser adotadas para otimizar essa transição. Confira!

Determine seus objetivos 

Como o universo digital é repleto de possibilidades e ferramentas para potencializar os resultadas da empresa, é fundamental definir objetivos e eleger prioridades na hora de materializar a abordagem Digital First em suas operações.

Evidentemente, existem muitos caminhos a serem trilhados e aspectos a serem modernizados em uma empresa. Por exemplo, os objetivos mais comuns das empresas envolvem:

  • aumentar as vendas;
  • otimizar a experiência do cliente;
  • implementar operações omnichannel;
  • digitalizar e automatizar processos, especialmente os repetitivos e mais burocráticos.

Com isso em mente, fica mais fácil direcionar os investimos, tornando-os mais alinhados aos objetivos e resultados que se pretende alcançar.

Tenha uma persona 

Como dito, o uso estratégico dos dados é um reflexo da abordagem Digital First. Nesse sentido, uma das possibilidades que os dados oferecem é mapear o consumidor, construindo uma persona.

A persona traduz um perfil ideal de cliente. Ela pode ser a chave para ajustar produtos e serviços, otimizar ofertas e potencializar o marketing, tornando tudo isso muito mais atrativo e valoroso para o seu público.

Realize um planejamento de conteúdo 

Com uma persona bem definida, mais um passo adiante pode ser dado: planejar o conteúdo que será ofertado a esse perfil de consumidor. Assim, como você já tem dados ricos sobre o seu cliente e tem mapeado o seu perfil, fica mais fácil oferecer conteúdos atrativos, que:

  • correspondem aos interesses;
  • atendem as necessidades;
  • são compatíveis com as características do público.

Defina seus KPIs 

Ser Digital First é, também, ser estratégico na hora de tomar decisões de negócios. Assim, um uso de KPIs é um dos pilares de qualquer estratégia digital. Os KPIs, na prática, são indicadores quantitativos da performance de determinados processos, fundamentais para se entender seus resultados e, mais do que isso, seu progresso.

Dito isso, a definição dos KPIs é uma etapa importante, pois existem diversos deles, cada um voltado para um determinado objetivo.

Como implementar essa estratégia na empresa? 

Bom, agora você já tem um planejamento Digital First bem estruturado, certo? Então, é hora de colocá-lo em prática e implementar essa estratégia na sua empresa. Para facilitar, esse processo, listamos algumas etapas indispensáveis para se alcançar o sucesso. São elas:

  • preparar e orientar as equipes para a mudança: em muitos casos, modernizar os processos da empresa significa romper com metodologias antigas, utilizadas a bastante tempo. Por isso, não é tão simples mudar os processos de uma hora para outra; é necessário preparar o terreno e instruir as equipes ao longo dessa jornada;
  • abrir a mente dos membros da empresa, mudando a sua mentalidade: falamos que é necessário preparar o terreno para as mudanças que se pretender fazer dentro da empresa. Para isso, o passo inicial é mudar a mentalidade dos colaboradores, mostrando os benefícios que a inovação pode trazer, mesmo que isso exija um grande esforço;
  • escolher as ferramentas certas para dar suporte às mudanças: a implementação do Digital First também requer um grande auxílio tecnológico, especialmente quando os processos serão migrados para um formato digital. Nesse sentido, é essencial escolher as soluções mais adequadas para a nova realidade — daí a importância de contar com parceiros especializados e preparados para auxiliar nesse processo.

Por fim, por mais desafiador que seja promover melhorias nos processos empresariais e romper com metodologias tradicionais, inovar é necessário. Ser Digital First requer ousadia e um pensamento disruptivo a todo momento.

Em um mercado tão dinâmico e competitivo, só alcança os melhores resultados aqueles que apostam alto e investem em um Transformação Digital contínua — e você já sabe como fazer isso, não é mesmo?

Gostou do conteúdo? Confira outras publicações no nosso Blog e fique em dia com as nossas novidades e publicações!