Conheça os principais ataques cibernéticos que podem acometer a sua empresa

Ataques cibernéticos são uma preocupação constante e crescente das empresas hoje em dia. Para o seu negócio, a prevenção não é simplesmente blindar suas informações e de seus clientes, mas assegurar a sua sobrevivência no mercado.

No Brasil, especialmente, as organizações vivem um momento ímpar em sua história.

Cada vez mais, os negócios se digitalizam e passam a contar com infraestruturas de TI mais robustas, soluções amplas de conectividade e com todo potencial dos dados.

O que, claro, é uma boa notícia. Porém, essa é uma migração que exige atenção das empresas.

Caso contrário, brechas se abrem para que criminosos e indivíduos, ou arquivos maliciosos, afetem sua infraestrutura — o que já é um problema para várias organizações brasileiras.

De acordo com matéria da CNN Brasil, o Brasil já é o 2° país com mais ataques cibernéticos em toda América Latina em 2022, atrás apenas do México.

As companhias do país sofreram com alarmantes 31,5 bilhões de tentativas de ataques.

Agora, como evitar que o seu negócio seja afetado por ataques, vírus e programas digitais maliciosos? Antes de entender isso, é preciso conhecer o inimigo.

Neste artigo, reunimos os principais tipos de ataques cibernéticos e quais suas características. Que tal conferir tudo? Acompanhe a leitura!

Conheça alguns casos de ataques cibernéticos famosos

Antes de nos aprofundarmos nos males que podem afetar a cibersegurança de uma empresa, você sabe quais os casos de ataques cibernéticos mais famosos e que geraram maior repercussão?

Separamos uma lista para você conferir, veja só:

Yahoo! 2013

Cerca de 3 bilhões de contas de usuários dos serviços do Yahoo! tiveram seus dados (endereços de e-mail e senhas) vazados. Além disso, em 2014, o cenário se repetiu, mas com 500 milhões de contas.

O caso só veio a público anos depois, em 2016, após a venda da empresa para a Verizon.

Sony 2011 e 2014

Após um ataque de DDoS, os dados de cerca de 77 milhões de usuários da Playstation Network (um serviço online da Sony) foram vazados. O ataque cibernético ocasionou vários danos à empresa, não apenas financeiros (como é esperado), mas também operacionais.

Por exemplo, seus serviços online ficaram quase 1 mês indisponíveis.

Além disso, em 2014, a empresa foi alvo do ataque cibernético de um grupo chamado “Guardians of Peace” (Guardiões da Paz, traduzindo), que roubou cerca de 100 terabytes de dados confidenciais da empresa, mais especificamente da divisão de filmes, a Sony

Pictures.

Ebay 2014

Um dos principais marketplaces do mundo, o eBay sofreu um ataque cibernético também em 2014, que acabou por comprometer os dados de mais de 140 milhões de usuários, incluindo endereços de e-mail e senhas.

Ataques cibernéticos: conheça os principais tipos

Agora, que tal conhecer as principais ameaças de ataques cibernéticos que sua empresa pode sofrer? Confira a nossa lista!

Malwares

Malwares são softwares maliciosos, um tipo de programa que tem como objetivo comprometer a confidencialidade, integridade e disponibilidade de dados.

São programas que roubam e/ou destroem dados em computadores.

Um exemplo clássico é o vírus Trojan, que pode ser baixado de várias fontes, como downloads em sites duvidosos, links maliciosos em e-mails de spam ou através da conexão com dispositivos infectados.

Outra ameaça do tipo são os spywares que, como o nome indica, têm o objetivo de violar a privacidade de pessoas e empresas.

DDoS

O ataque de negação de serviço distribuição (DDoS) é um tipo de ataque cibernético que inunda um computador ou rede online, de modo que não possa responder às solicitações e ocasione o downtime.

O tempo de resposta do site ou aplicativo diminui, impedindo acessos e mesmo a realização de tarefas.

Em um e-commerce, por exemplo, um ataque DDoS pode tornar o site lento e pouco responsivo — no sentido que se torna quase impossível acessar um produto ou finalizar uma compra.

Vale ressaltar que um ataque DDoS normalmente não é o principal crime, quando acontece.

Na verdade, em vários casos, os hackers utilizam de um ataque DDoS para criar uma distração ou abrir uma brecha enquanto outros tipos de fraudes são cometidos.

Phishing

Phishing é uma forma de engenharia social, que inclui a tentativa de obter informações confidenciais de uma pessoa ou empresa.

Normalmente, esse tipo de ataque ocorre quando alguém malicioso finge ser uma pessoa ou empresa confiável, atrás de informações.

Assim, os criminosos fingem ser um representante oficial enviando um e-mail ou mensagem com um aviso relacionado às informações da sua conta.

Normalmente, suas mensagens são bem-feitas, seguindo a identidade da empresa.

A mensagem geralmente solicita uma resposta seguindo um link para um site ou endereço de e-mail falso, para o qual você pode enviar informações-chave.

Ransomware

O ransomware é um arquivo malicioso (em essência, um tipo de malware) que sequestra dados específicos do seu computador e os criptografa.

Para liberá-los, os criminosos normalmente pedem por um valor de resgate, normalmente via pagamento online não-rastreável, como por criptomoeda.

Ao contrário de outros malwares, essa chave de criptografia permanece no servidor do criminoso, e só ele poderá acessá-la e liberar as informações.

Cavalo de Tróia

O Cavalo de Tróia é um vírus de computador que já mencionamos anteriormente: trata-se do Trojan, um malware que tem como objetivo abrir uma “porta dos fundos” em um computador.

Essa brecha permite que os cibercriminosos (ou outros arquivos e programas maliciosos) infectem um computador.

No entanto, existem vários tipos de Cavalos de Tróia, que sempre tem o intuito de comprometer a segurança das informações de seu dispositivo.

Spoofing

O spoofing é um ataque de engenharia social relacionado ao phishing, onde um cibercriminoso finge ser alguém ou ser um representante de uma entidade.

O objetivo é ganhar a confiança da pessoa ou empresa, de modo a praticar outros crimes, como o próprio phishing.

De certa maneira, o spoofing é um meio para que o phishing aconteça.

Um tipo de spoofing bem comum é a criação de um site alternativo e repleto de links maliciosos, que engane o usuário a achar que está no site certo.

Port Scanning Attack

O port scanning é um tipo de ataque cibernético amplo, que visa testar as proteções de um computador ou rede (ou seja, suas portas), para encontrar alguma brecha (ver se alguma das portas está aberta).

Assim, é possível identificar pontos fracos para cometer outros tipos de delitos digitais.

Crypto Jacking

Criptomoedas são ativos digitais que devem ser “minerados”, o que obriga a utilização de grande capacidade computacional. O crypto jacking é, basicamente, o roubo da capacidade de computadores alheios.

Ou seja, é um tipo de ataque que infecta um computador com mineradores de criptomoedas, o que ocupa seu poder de processamento em prol da mineração de um ativo para o criminoso.

Ataques De Força Bruta

Esse tipo de ameaça se aproveita de ferramentas que realizam um ataque contínuo a sistemas criptografados, em busca da sua senha.

Funciona por tentativa e erro, onde o hacker utiliza programas que o auxiliam a descobrir uma senha ou chave de criptografia.

E você, gostou de aprender mais sobre o tema?

Para continuar na sua jornada de aprendizagem, confira nosso próximo post: 5 passos para melhorar a segurança de informações da sua empresa e saiba como blindar seus dados!