Qual o papel do Data Center na Indústria 5.0?

Que tal ouvir o nosso conteúdo?

Se os dados já eram importantes em movimentos como a Transformação Digital e a Indústria 4.0, eles se tornam protagonistas quando o assunto é a Indústria 5.0.

Na quinta revolução industrial, os data centers serão base para a consolidação de uma economia produtiva sustentável, 100% personalizada e movida por IA e Big Data. Mas afinal, você sabe o que é a Indústria 5.0 e como os data centers serão providenciais para sua efetividade?

Com tecnologias desempenhando 100% do papel operacional e com a inteligência humana servindo de guia estratégico, os data centers serão pilares para a nova Era da produção industrial.

Nesse artigo, vamos mergulhar no assunto, introduzindo o conceito de Indústria 5.0 e sua relação com Data Centers. Vamos lá?

Indústria 5.0: o que é?

A Indústria 5.0 é a quinta revolução industrial, que prega o trabalho conjunto de humanos com robôs e dispositivos smart. Ou seja, trata-se de usar os robôs como ferramentas para tornar o trabalho dos humanos melhor, mais rápido e eficiente.

Tudo isso com uso de tecnologias como IoT, Inteligência Artificial, Big Data, Dark Analytics, Edge Computing, sustentado por Data Centers de última geração.

Hoje, no ambiente industrial, os robôs já realizam trabalhos perigosos, monótonos ou fisicamente exigentes, como soldagem, pinturas e carregamento e descarregamento de materiais pesados em depósitos.

À medida que as máquinas e dispositivos smart se tornam mais inteligentes e conectados, a Indústria 5.0 busca combinar essas capacidades de computação cognitiva com inteligência humana em operações colaborativas.

A Indústria 5.0 é um movimento novo, ainda em desenvolvimento — já é uma realidade em países mais avançados, e uma novidade em outros, nos quais a Indústria 4.0 ainda é o objetivo.

Conheça os principais benefícios que a Indústria 5.0 é capaz de trazer

Bom, e o que a Indústria 5.0 pode trazer de vantagens para o seu negócio? Essa é uma pergunta importante para quem trabalha no setor industrial.

A resposta, é claro, pode ser dividida de várias maneiras.

Primeiro, podemos estabelecer que a Indústria 5.0 não chegou para substituir tudo o que foi (e ainda será) conquistado na Indústria 4.0, mas sim para ser uma evolução do conceito.

Na prática, isso traz vários benefícios, confira:

Diminuição de custos

Com utilização mais assertiva dos dados coletados por dispositivos inteligentes e ultraconectados, você pode otimizar os processos produtivos ao máximo.

Ou seja, vai potencializar o uso de automação de processos, aproveitando de toda inteligência cognitiva dos funcionários para direcionar a cadeia de produção.

Mais participação humana

Veja bem: a Indústria 5.0 não visa substituir os humanos por robôs, mas integrá-los de maneira mais eficiente.

Ou seja, na nova realidade, os humanos têm uma função ainda mais importante na realização estratégica da cadeia produtiva (como na interpretação de dados para personalização de produtos), enquanto as máquinas e robôs lidam com o operacional e o trabalho pesado.

Automatização

Além disso, a Indústria 5.0 visa providenciar o “próximo passo” para automatização de processos.

Ou seja, com uso de Inteligência Artificial e Machine Learning, os computadores poderão processar experiências de maneira mais eficaz e aprofundada. Assim, aplicarão melhorias imediatas na cadeia produtiva, poupando custos e otimizando o tempo de adequação da empresa.

Mais sustentabilidade

Com a Indústria 5.0, é possível conceber novas políticas sustentáveis, com foco na geração mínima de resíduos, bem como na criação de uma economia circular.

Isso permite que as empresas da indústria alinhem sua cadeia produtiva às novas tendências e exigências do consumidor.

Data Center: essencial para o sucesso da Indústria 5.0

Mas afinal, como a Indústria 5.0 utilizará os data centers? Bom, de uma coisa você já sabe: o movimento será baseado — mais do que hoje — em dados.

E para armazenar, organizar e processar dados, é necessário contar com data centers capazes de lidar com a demanda. Cada vez mais, um dos principais centros de custos das indústrias será a sua infraestrutura de dados. E essa não é uma má notícia, mas sim uma previsão do que virá no futuro.

Os dados serão o “novo petróleo” para as indústrias, que deverão se adequar a uma realidade na qual a manufatura será escalável e personalizada. Afinal, a customização é um dos pilares da manufatura do futuro. Em vez de fazer produtos em massa, as indústrias terão a capacidade de desenvolver produtos sob medida para uma grande quantidade de clientes.

E não pense que isso é impossível, visto que existem empresas hoje em dia que já fazem isso.

Um exemplo? A Tesla Motors, que fabrica seus veículos elétricos conforme a demanda e de acordo com as especificações do cliente — que pode personalizar praticamente tudo que quiser.

Mas como os data centers serão utilizados? Bom, como eles são utilizados hoje, mas de maneira mais ampla durante a cadeia produtiva e estratégica.

Por exemplo, na agricultura, empresas já utilizam técnicas de ciência de dados, data lakes e machine learning. Assim, é possível melhorar a performance de fazendas de baixo desempenho.

Tudo isso de acordo com uma pesquisa capitaneada pelo MIT.

Na prática, significa que os data centers serão os pilares para a Indústria 5.0, servindo de base para a organização e processamento aprofundado dos dados de produção e do mercado.

Além de melhorias operacionais, sua empresa verá resultados positivos no mapeamento de insights valiosos para atingir mais clientes.

Gostou de aprender o que é a Indústria 5.0 e como os data centers vão cumprir um papel de destaque nesse movimento? 

Então comece sua transformação agora: a Ascenty possui a maior infraestrutura de Data Centers da América Latica, com 21 unidades em operação ou construção.

Que tal conferir como podemos ajudar seu negócio a entrar de vez na Indústria 5.0? Marque uma reunião com nossos especialistas!

Eficiência Energética em Data Center: o que você precisa saber!

Que tal ouvir o nosso conteúdo?

Quem trabalha na área de TI sabe que a eficiência energética é um assunto que tem se tornado cada vez mais importante. Em um mundo que tem debatido tão intensamente as mudanças climáticas, investir nesse aspecto pode ser decisivo para o futuro do negócio.

Por serem ambientes críticos que não podem parar de funcionar, é fundamental promover a eficiência energética dos data centers. Afinal, esse investimento vai trazer a diminuição de custos operacionais e de impactos ambientais.

Portanto, os profissionais da área devem estar por dentro do que pode ser feito para a otimização do funcionamento dos data centers. Confira!

Eficiência energética em data center: uma tendência para os próximos anos?

A tendência para os próximos anos é o aumento acelerado da produção e do tráfego digital de dados. O ponto é que o desenvolvimento de novas tecnologias faz com que a demanda energética também cresça, acompanhando esse movimento. 

Segundo uma pesquisa da consultoria IDC, o volume de dados digitais aumentará de aproximadamente 40 zetabytes, em 2019, para 175 zpbs por volta de 2025. A tecnologia 5G e produtos que utilizam inteligência artificial, por exemplo, causarão um impacto enorme no tráfego de dados mundial. 

Dessa forma, fica evidente que as empresas precisam dar atenção a essa nova demanda. Fatores como investimento em infraestrutura mecânica e elétrica, em design e equipamentos, além da otimização da gestão e de processos, auxiliam na obtenção de ganhos em eficiência energética.

As projeções sobre o futuro dos data centers indicam que as suas construções devem ser feitas, por exemplo, em lugares como o alto mar. Nesse sentido, a captação de ventos marítimos será um investimento importante.  Outra tendência é o uso de sistema de boias que possam transformar em energia o movimento das ondas.

Por que a sua empresa deve se preocupar com um data center eficiente energeticamente?

Os data centers precisam ser eficientes energeticamente para não se tornarem focos de problemas em termos de consumo de energia. Afinal, isso também implica em grandes despesas para a empresa — sem falar do desgaste ambiental.

Em geral, por volta de 50% do consumo elétrico médio de um data center diz respeito à climatização. Outra porcentagem alta desse consumo está relacionada às cargas críticas de TI que atingem a marca de 36%.

Nesse sentido, outro dado do estudo evidencia a necessidade de se investir em eficiência energética nos data centers, já que quase metade do consumo de energia elétrica relacionado aos serviços críticos de um Data Center é utilizado para refrigeração.

São dados que mostram com clareza como o assunto tem potencial para reduzir custos e otimizar o funcionamento dos data centers de qualquer empresa. Vejamos, então, algumas práticas para alcançar esses objetivos.

Como obter a tão desejada eficiência energética em data center?

Para implementar melhorias nesse sentido, existem alguns pontos que merecem atenção e que podem ser trabalhados. Veja alguns exemplos. 

Sistemas de refrigeração

Uma boa gestão do fluxo de ar evita o overcooling e o desperdício de energia. Além disso, priorize o uso de equipamentos mais novos, com tecnologias mais modernas, para melhorar o consumo energético.

Indicadores de desempenho

O Power Usage Effectiveness (PUE) é um índice que mede a eficiência energética e leva em consideração o gasto energético de todo o Data Center e o consumo de energia dos aparelhos de TI. Recomenda-se que o seu resultado seja próximo a 1,0.

Organização

A boa disposição dos racks permite a criação de corredores de ar quente e de ar frio, dinâmica essa que colabora com a refrigeração. Os data centers modulares também são uma opção mais econômica, pois utilizam sistemas de refrigeração mais compactos, como o close-coupled.

Softwares de gerenciamento

Invista em softwares para gerenciamento de infraestrutura de data centers (DCIM), que atuam coletando e interpretando informações. Eles permitem que os profissionais de TI avaliem dados relevantes em tempo real para otimizar o uso dos recursos tecnológicos. 

Que ações estratégicas podem ajudar?

Em resumo, cada vez mais o futuro do setor de TI envolve investimentos em tecnologias verdes. Nesse sentido, a utilização de energias limpas tem se mostrado fundamental para esse ramo. 

Em resumo, cada vez mais o futuro do setor de TI envolve investimentos em tecnologias verdes. Nesse sentido, a utilização de energias limpas tem se mostrado fundamental para esse ramo. 

A tendência é que a construção de data centers ocorra em lugares com baixas temperaturas e menor custo de eletricidade. Tendo isso em vista, listamos também três estratégias a serem adotadas futuramente para melhorar o funcionamento dos data centers:

  • Investimento na eficiência de servidores: trabalhe sempre com equipamentos que tenham maior capacidade de processamento e menor consumo energético;
  • Eliminar a “energia ociosa”: escolha servidores comuma configuração adequada ao seu ambiente, evitando ociosidade dos recursos computacionais;
  • Redundância precisa: tenha uma estratégia de redundância bem elaborada, pois isso ajuda a reduzir o consumo energético do data center em até 90%;
  • Gestão e monitoramento: a gestão e o monitoramento são muito importantes para a melhoria contínua da eficiência energética dos data centers.

Quer mais facilidade para começar esse trabalho? Nada melhor do que uma norma que trata justamente dessa questão.

Quais os diferenciais do certificado ISO 50001 para a eficiência energética de data centers?

A norma ISO 50001 diz respeito à implementação de sistemas de gestão de energia. Ela estabelece diretrizes e práticas que ajudam a reduzir o consumo total, os custos, a emissão de gases do efeito estufa e outros impactos ambientais. 

Além disso, essa norma apresenta diretrizes sobre segurança, desempenho e eficiência energética. Seus parâmetros internacionais estão relacionados ao fornecimento, uso e consumo de energia na indústria, no comércio e em e outras instituições.

A dica é contar com um parceiro que forneça uma infraestrutura tecnológica poderosa, confiável e que atenda a essas normas. A Ascenty, por exemplo, é certificada com a ISO 50001 e tem como foco a utilização eficiente de energia elétrica em seus sistemas. 

A empresa possui mais de 20 data centers robustos e que funcionam com alta capacidade energética. Os times técnicos, por sua vez, trabalham continuamente no monitoramento dessa infraestrutura, garantindo a disponibilidade, acessibilidade, integridade e confiabilidade da rede. 

Quer um alto nível de desempenho e eficiência energética no uso dos seus data centers? Então, entre em contato com um especialista da Ascenty e veja como isso pode se tornar realidade na sua TI!

Entenda como a Ascenty pode ajudá-lo a otimizar o Budget de TI da sua empresa

Que tal ouvir o nosso conteúdo?

O investimento em Tecnologia da Informação tem se tornado cada vez mais estratégico para as empresas. No entanto, não basta reconhecer a importância dos recursos tecnológicos para atingir um desempenho notável. Também é essencial estruturar corretamente o budget de TI.

Por falta de conhecimento e planejamento, muitas companhias enfrentam dificuldades para definir um orçamento que contribua para a implantação das soluções tecnológicas mais adequadas para a necessidade do negócio.

Ciente disso, neste artigo vamos apontar diversos fatores que colaboram para a gestão das finanças estar em sintonia com as necessidades de investir em TI com eficiência. Confira!

Qual a importância de otimizar o Budget de TI da sua empresa?

É muito importante avaliar as necessidades de aperfeiçoar a infraestrutura tecnológica corporativa. Contudo, deve haver também um olhar atento para montar um orçamento que contemple as demandas de maneira plena.

Ao reconhecer a relevância do budget de TI para melhorar a qualidade dos serviços e o relacionamento com o público-alvo, uma corporação se mostra mais disposta para estabelecer o orçamento que será suficiente para acompanhar o avanço tecnológico.

Não é uma tarefa fácil mensurar com precisão os investimentos ideais para uma empresa usar a Tecnologia da Informação de maneira inteligente. Apesar disso, deve haver um esforço para haver um planejamento que priorize a competitividade em tempos de transformação digital.

Evite os principais erros que atrapalham a otimização do Budget de TI

É muito simples afirmar que o orçamento de Tecnologia da Informação deve seguir a estratégia da instituição. Mas para isso se tornar realidade, é crucial prestar atenção a uma série de fatores que dificultam estruturar os investimentos.

Com o objetivo de minimizar as adversidades na elaboração do budget de TI, vamos destacar pontos que precisam ser devidamente trabalhados para os recursos financeiros serem aplicados corretamente. Acompanhe!

Tenha a Gestão de TI integrada com o restante da empresa

Um dos maiores equívocos cometidos é investir em Tecnologia da Informação sem ter uma visão de como esse setor pode contribuir para os demais segmentos da empresa. Se o gestor de TI não tiver uma interação saudável com as demais áreas, o risco de aplicar recursos de forma equivocada é considerável.

Para minimizar os riscos de essa situação acontecer, a melhor alternativa é estruturar os investimentos em soluções tecnológicas a partir de necessidades bem específicas da organização.

Tenha uma infraestrutura de acordo com as necessidades

Uma maneira de evitar problemas com o budget de TI é avaliar se a infraestrutura tecnológica está contemplando a demanda de forma plena. Dessa forma, evita-se o desperdício de recursos financeiros e, ao mesmo tempo, há um cuidado especial para a corporação sempre ter equipamentos de ponta. A ausência de um olhar atento para as necessidades mais urgentes é uma falha grave e que deve ser evitada ao máximo.

Capacite seus colaboradores

À medida que uma empresa tem funcionários qualificados e atentos às principais tendências do segmento de Tecnologia da Informação, maiores são as probabilidades de optar por ferramentas que vão agregar valor ao negócio. E isso é crucial para os investimentos proporcionarem um bom retorno em curto prazo.

Um programa de capacitação continuada deve ser uma das prioridades das organizações na conjuntura atual. Afinal, contribui para os colaboradores identificarem como as soluções tecnológicas podem melhorar o desempenho de forma significativa. Por isso, deixar de apostar na qualificação da equipe prejudica o crescimento sustentável.

Tenha um plano de expansão da área de TI

A falta de planejamento é, sem dúvida, um dos erros mais graves no mundo corporativo. Se uma área de TI não se preocupa com a capacidade de suprir a demanda em curto, médio e longo prazos, não vai agregar valor ao negócio. E o pior: vai contribuir para a empresa não acompanhar a concorrência.

Para um budget de TI ser corretamente estipulado, é preciso avaliar quais são as soluções tecnológicas ideais para uma companhia ser mais eficiente e estar mais apta a oferecer respostas adequadas às necessidades do público-alvo.

Tenha um parceiro de outsourcing de ti

Nem sempre é possível a equipe interna de Tecnologia da Informação ter uma visão ampla de como está o mercado de TI. Esse aspecto justifica apostar no outsourcing de TI, porque um apoio totalmente especializado ajuda a identificar com mais facilidade as melhores soluções para uma empresa se manter mais produtiva e competitiva.

Otimização de Budget de TI: o que levar em conta

Para a elaboração de um orçamento que contemple as demandas institucionais, é válido adotar algumas medidas. Para você visualizá-las melhor, vamos apontar iniciativas vitais para a construção de um excelente budget de TI. Veja!

Tenha parceiros capacitados para soluções de Outsourcing de TI

A terceirização dos serviços de Tecnologia da Informação tem se mostrado uma alternativa cada vez mais interessante para muitas empresas. Uma das razões abrange a dificuldade de investir por conta própria em recursos tecnológicos de ponta.

Com o outsourcing, torna-se mais simples ter à disposição soluções mais avançadas e capazes de agregar valor ao negócio em curto prazo. Além disso, a empresa economiza com a aquisição de equipamentos e softwares, o que é crucial para usar os recursos financeiros de maneira mais estratégica.

Considere migrar seu Data Center para o colocation

Os custos de manter um Data Center próprio são cada vez maiores, porque é necessário não apenas administrar as despesas com equipamentos e dispositivos de segurança, mas também ter um olhar atento para os gastos com energia elétrica.

Para economizar e ganhar eficiência, uma alternativa interessante é apostar nos serviços de colocation. Dessa maneira, é viável contar com uma infraestrutura tecnológica de alto nível, sem comprometer as finanças.

Não se esqueça de contar com uma solução de Disaster Recovery

Por mais que haja um foco em segurança da informação e na proteção dos ativos de TI, é fundamental contar com recursos que ajudem a recuperar os dados com agilidade em situações atípicas (ataques cibernéticos, tragédias naturais etc.)

Esse aspecto tem colaborado para mais companhias reconhecerem a necessidade de apostarem em soluções eficientes de Disaster Recovery, que ajudam uma companhia a voltar à normalidade, após enfrentar problemas que afetem a disponibilidade dos serviços.

Otimize o Budget de TI da sua organização com a ajuda da Ascenty

Para ter mais condições de aperfeiçoar o budget de TI, uma excelente opção é contar com um apoio especializado. Com o suporte da Ascenty, torna-se muito mais simples adotar as melhores soluções para hospedar seu ambiente de TI, posicionar seu ambiente estrategicamente com uma solução de Disaster Recovey e estabelecer um alto nível de interconexão, permitindo que sua empresa consiga recuperar informações em curto prazo e manter a infraestrutura tecnológica em um excelente patamar.

Se está em busca das melhores soluções de TI para o seu negócio, agende uma reunião conosco agora mesmo! Estamos à disposição para te ajudar a usar a tecnologia com inteligência e foco em resultados!

Entenda o papel do Data Center na Transformação Digital

Que tal ouvir o nosso conteúdo?

A transformação digital está mudando a forma como as organizações buscam oportunidades de crescimento e melhora a eficiência operacional. E a infraestrutura de TI tem importância fundamental nessa mudança. Você sabe qual o papel do data center na transformação digital?

É exatamente isso que buscamos te explicar nesse conteúdo. Afinal, a transformação digital é uma revolução que, já há alguns anos, é considerada uma das grandes prioridades das organizações.

Cada vez mais, as empresas apostam em iniciativas digitais capazes de impulsionar a inovação, aumentando a eficiência e melhorando o envolvimento do cliente.

Tudo isso começa, claro, na capacidade tecnológica da empresa. É aí que entra o data center na transformação digital. Que tal conferir mais? Preparamos um conteúdo completo sobre o assunto para você. Vamos lá?

A importância do Data Center na transformação Digital

Não é de hoje que o setor de TI é a porta de entrada para a tecnologia no mundo dos negócios. Os líderes sempre procuravam seus CIOs com um objetivo ou problema, com a esperança de que a TI implementaria uma solução tecnológica para resolvê-lo.

Porém, com o tempo, a necessidade de maior volume e velocidade ultrapassou os recursos de TI. E claro, os modelos tradicionais e legados de TI (e especialmente, infraestrutura) simplesmente não são incapazes de reagir às mudanças do mercado com rapidez suficiente.

É aí que surge o data center na transformação digital. Afinal, uma infraestrutura datada, ou mesmo um data center “velho”, não possui a capacidade de escalabilidade que o mundo dos negócios de hoje exige.

É preciso suportar demandas que mudam rapidamente, o que impacta não apenas em performance no escritório, mas também em questões técnicas fora dele. É o caso dos custos de manutenção do data center.

Com um data center moderno e robusto à disposição, as organizações podem transformar sua operação, entregando verdadeiros benefícios ao seu negócio — e aos novos modelos criados.

Novas infraestruturas devem ser projetadas para permitir que o negócio faça o que precisa, quando precisa, em qualquer lugar do mundo. Aqui, falamos de operações mais rápidas, interconectadas, estáveis e com custos operacionais menores.

Afinal, hoje, existem diferentes alternativas (inclusive de data centers terceirizados) para empresas que necessitam de um data center, sabia?

É o que soluções inovadoras relacionadas proporcionam, como a interconexão de data centers. Você sabe o que é? A Ascenty oferece, trata-se do Cloud Connect!

Trata-se de uma conexão direta da infraestrutura da sua empresa com as nuvens de vários dos principais provedores, data centers e operadoras de telecomunicações do mercado. Ou seja, uma vantagem e tanto para empresas que buscam experimentar todos os benefícios de um ecossistema de conectividade, certo?

Como o Data Center é capaz de apoiar a Transformação Digital na sua empresa

O data center na transformação digital tem um papel essencial como base de um movimento tecnológico que capacitou o mercado corporativo. A modernização da tecnologia trouxe incontáveis benefícios às empresas.

Com o data center moderno, as empresas podem integrar dispositivos móveis, atender às expectativas do consumidor a serviços personalizados (mesmo em segmentos tão voláteis, como o setor financeiro) e oferecer suporte a processos de desenvolvimento ágil para serem mais competitivos e centrados no cliente.

Hoje, o cloud computing forma a base da transformação digital nas empresas — e é uma característica indispensável dos data centers atuais.

Entre os benefícios do data center na transformação digital, podemos citar:

Reduz custos

Quando uma empresa aposta em um data center na transformação digital, está no caminho da economia. Isso porque, apesar de ser comum hoje em dia, a migração para a nuvem pode ser muito custosa a partir de certo ponto. É algo que, rapidamente, pode desestabilizar a operação da empresa.

Contar com um servidor dedicado pode ser não apenas uma vantagem no quesito desempenho, mas em custos. Afinal, o uso de data centers locais é diferente: você aposta em uma tecnologia pronta para receber sua infraestrutura de TI, atualizada por profissionais e uma equipe capacitada. Assim, não necessita arcar com custos de atualização.

Se optar por um data center carrier neutral, inclusive, tem a chance de encontrar provedores e operadoras diretamente no seu data center, tendo acesso a serviços únicos para seu negócio!

Permite automatização de processos

Já ouviu falar na virtualização dos seus processos? É tudo parte da automatização que o data center na transformação digital possibilita.

Mas como assim?

Com uma infraestrutura de dados robusta, você pode adicionar ferramentas que contribuem com a produtividade dos funcionários ao seu backoffice. Um data center robusto, flexível e moderno possibilita isso, automatizando o armazenamento de dados, sem que seu time precise lidar com a carga operacional.

Desse modo, apenas precisa controlar os recursos de análises de ferramentas como ERPs, CRMs, entre outros.

Em geral, data centers modernos podem fornecer acesso mais rápido aos recursos, evitar interrupções, permitir aplicação de metodologias inovadoras (como DevOps, no caso de desenvolvedoras de software), bem como apoiar a inovação.

Mais controle sobre dados

Não é novidade que quando falamos do papel do data center na transformação digital, também falamos da segurança de dados.

Hoje, qual o nível de controle que você tem sobre as informações que entram e saem do seu negócio? Existe uma política de compliance com a LGPD, por exemplo?  São respostas essenciais para a continuidade da sua operação — e que um data center ajuda a responder.

Contar com o serviço de uma provedora de colocation experiente garante, por exemplo, total cobertura contra desastres, com diretrizes atualizadas de disaster recovery.

Além disso, com o controle da sua própria infraestrutura, você e os responsáveis pela TI do negócio podem facilmente definir níveis de acesso e uma hierarquização que proteja os dados mais sensíveis. Desse modo, é possível evoluir sua operação enquanto fortalece a blindagem às informações de negócio.

É essencial para a colaboração dos profissionais

Como engajar seus colaboradores para além da cultura organizacional do negócio? Com uma plataforma promissora para que seu trabalho flua e gere frutos à empresa.

É isso que o data center na transformação digital proporciona.

Com a virtualização, você pode levar todo seu backoffice para a nuvem e permitir que os funcionários trabalhem remotamente, produzindo de onde quer que estejam.

É claro, isso exige uma atenção especial em alguns fatores, como a computação de borda ou edge computing, mas nada que um bom provedor de data center não resolva!

Data Center no Brasil é com a Ascenty!

Sabia que a Ascenty é líder em data centers em toda América Latina? Possuímos uma infraestrutura robusta de bancos de dados, com 27 unidades em operação ou em construção pelo Brasil, México e Chile.

Além disso, a Ascenty consegue alimentar seus clientes com conexão de alta qualidade. Como? Através da nossa própria rede de fibra óptica, com mais de 5 mil km de extensão!

Nossos data centers são carrier neutral. Ou seja: se você é nosso cliente, pode se conectar aos serviços dos principais provedores de nuvem e operadoras de telecomunicações do mundo.

Entre nossas soluções em data centers, oferecemos:

  • Colocation;
  • Work Areas;
  • Smart Hands;
  • Disaster Recovery;
  • Soluções de Implementação.

E aí, que tal conhecer mais sobre nossa infraestrutura e nossos serviços? Então conte com os serviços da empresa líder do Quadrante de Serviços de Colocation no Brasil do ISG Provider Lens 2020™!

Agende uma reunião conosco agora mesmo!

Por que a sua empresa precisa de uma solução de interconexão de Data Center com a nuvem?

Que tal ouvir o nosso conteúdo

A conectividade corporativa evoluiu de acordo com as constantes mudanças dos últimos anos. Hoje, não apenas por conta da Transformação Digital, mas também pela adoção em massa do trabalho remoto, soluções de conectividade são mais do que uma necessidade. É aí que a interconexão de data centers se destaca.

Atualmente, é comum que empresas se conectem aos data centers e às nuvens pela internet. Porém, para oferecer um serviço de excelência, os data centers, provedores de nuvem e outros precisam de mais do que conexões simples. Ou seja, eles precisam da interconexão de data centers.

Essa solução, no entanto, é também utilizada por empresas que buscam mais qualidade, estabilidade e menor latência na conectividade através de toda sua infraestrutura.

Para muitas organizações, como do setor financeiro, por exemplo, a “internet convencional” não é rápida e confiável o suficiente para acompanhar seu tráfego e seu nível de demanda.

É por isso que ter a estratégia de interconexão de data centers certa é fundamental. Que tal entender mais sobre o assunto e esclarecer de vez a dúvida: por que sua empresa precisa da interconexão de data centers? Siga lendo para descobrir.

Mas afinal, o que é e como funciona a solução de interconexão de Data Centers?

A interconexão de data centers é uma conexão privada entre sua infraestrutura dedicada e seu provedor de nuvem. É normalmente uma conexão cruzada e direta, dentro de um data center colocation.

Esse assunto não é novo aqui no blog. Já falamos sobre as interconexões diretas na nuvem e seus benefícios algumas vezes.

Acontece que sua popularidade — houve um aumento de 600% no uso de interconexões pelas empresas em apenas dois anos (2017-2019), de acordo com a Gartner — vem chamando a atenção.

Cada vez mais, as empresas adotam redes de nuvens híbridas em suas infraestruturas tecnológicas. Essa adoção não é problemática. Porém, a nuvem híbrida por si só obriga que as empresas criem uma série de “nós” de conectividade.

Ao dividir os workloads entre nuvens privadas, públicas e híbridas, sejam em infraestruturas internas ou externas, a qualidade do tráfego de informações, dados e, ultimamente, do conteúdo, é menor.

E com a conexão via internet convencional, cada “pedacinho” de dado é fragmentado pela rede, cruzando vários data centers, provedores de nuvem, diferentes nuvens até chegar aos usuários.

A interconexão de data centers elimina esse problema, pois permite que as empresas conectem suas infraestruturas diretamente aos data centers. Essa interconexão possibilita que as empresas otimizem o compartilhamento de dados e recursos de várias fontes, incluindo poder de processamento, armazenamento e arquivos de dados.

O que a sua empresa ganha com uma solução de interconexão de Data Center com a nuvem?

E afinal, quais as vantagens práticas de investir na interconexão de data centers? Bom, em geral, a empresa pode otimizar seu desempenho conectivo. Ou seja, torna as operações digitais — por toda sua infraestrutura — mais eficientes.

No entanto, é possível ser mais direto, explicando com objetividade o que uma empresa ganha ao investir nessa inovação. Vamos lá?

Baixa latência e alta disponibilidade

A interconexão de data centers fornece conexões de baixa latência e alta disponibilidade que permitem às empresas transferir dados de maneira confiável.

Aliás, nuvens híbridas, a interconexão de data centers garante que você distribua workloads por toda sua infraestrutura. Lembra que falamos de “nós” conectivos? Bom, com a interconexão, você não tem nós, mas sim uma malha integrada e resiliente de conexão.

Potencializa a eficiência no trabalho remoto

Hoje, o trabalho remoto já é uma realidade e quanto mais funcionários usam uma rede virtual privada (VPN) para entrar na rede da empresa, mais ela se sobrecarrega.

Em outras palavras, a maior parte do tráfego de rede agora é originado de fora do escritório e precisa viajar para o data center corporativo e depois voltar para a borda (locais remotos de trabalho) novamente.

Isso não apenas aumenta a demanda por acessibilidade de borda — onde agora é necessária mais capacidade — mas também aumenta a carga nas redes privadas.

A interconexão elimina essas dificuldades e permite que você dimensione a largura de banda da rede para acomodar os novos padrões de trabalho.

Além disso, a interconexão de data centers permite que sua empresa utilize o Cloud Connect para se conectar diretamente às principais plataformas de nuvem e seus serviços, como Amazon Web Services e Microsoft Azure.

Reduz custos

Desempenho, disponibilidade e segurança para se adequar aos novos modelos de trabalho. O que falta para a interconexão de redes? Ser econômico — o que felizmente é o caso.

E o motivo é bem simples: ao assinar um serviço de internet convencional, você paga basicamente pela capacidade de banda a que sua empresa tem direito. Como a conexão não é otimizada, você trafega menos dados com eficiência e tem maiores custos por isso.

A interconexão de data centers permite que você se conecte diretamente ao provedor de nuvem (com sua infraestrutura, clientes e parceiros), sem “desfragmentar” os dados em pedacinhos e perder a eficiência conectiva.

Tudo é direto, muito mais rápido, estável e econômico.

Conheça os diferenciais da Ascenty para ajudar a sua empresa com a solução de interconexão de Data Center

A Ascenty pode ajudar sua empresa fornecendo as melhores soluções de interconexão de data centers do mercado. Afinal, possuímos a maior infraestrutura de data centers da América Latina, totalmente carrier neutral, cobrindo os principais pontos estratégicos do país e mais de 100 operadoras de Telecomunicações e provedores integrados.

Ou seja, a Ascenty está pronta para fornecer toda capacidade de interconexão de data centers para sua empresa, bem como outros serviços complementares.

Um deles é o Cross Connect, um serviço inovador que conecta sua empresa aos serviços e soluções dos diferentes provedores localizados dentro da infraestrutura da Ascenty.

Assim, você fica lado a lado com os principais players do mercado, podendo acessar as melhores soluções tecnológicas para o seu negócio em uma conexão robusta e estável.

E aí, pronto para descobrir todo o potencial de interconexão de data centers em sua empresa? Então agende sua reunião com um de nossos especialistas!

O que é TI híbrida e como usá-la na sua empresa corretamente

Que tal ouvir o nosso conteúdo?

Buscar estratégias para tornar mais eficiente a equipe de TI e a empresa como um todo é parte fundamental da rotina de qualquer gestor. A boa notícia é que a transformação digital e os avanços da tecnologia trazem cada vez mais ferramentas para auxiliar nesse processo. Um bom exemplo disso é o conceito de TI híbrida.

Cada vez mais empresas adotam esse modelo como caminho para impulsionar os resultados do negócio, tirando proveito da tecnologia. Ainda assim, algumas dúvidas costumam surgir. Afinal, você conhece com profundidade o assunto?

Não se preocupe. Criamos este post especial com tudo o que você precisa saber a respeito. Então, vamos lá!

O que é TI híbrida?

O conceito de TI híbrida se refere a uma mistura do melhor de dois mundos: a infraestrutura local e a externa (nuvem). Da mesma forma que a cloud computing evoluiu a ponto de permitir que as empresas migrem seus recursos digitais para outro ambiente, diversos processos podem ser transferidos para lá.

Contudo, é natural que a empresa tenha um conjunto de dados específico que considere sensíveis, ou mesmo uma infraestrutura poderosa que prefere manter operando localmente. É isso que costuma motivar a decisão de elaborar uma TI híbrida: alguns recursos são mantidos internamente, outros vão para a nuvem.

A tendência veio para ficar. Alguns servidores internos podem ser administrados mais de perto, enquanto outros ficam alocados em um fornecedor seguro e eficiente. As vantagens, como você pode ver a seguir, são muitas.

Quais as vantagens que a TI híbrida pode trazer para sua empresa?

Toda mudança estratégica desse tipo só pode ser feita depois de uma análise detalhada do impacto financeiro. Nesse caso, o resultado é positivo — o que nos leva ao primeiro grande benefício.

Reduz custos

Ao transferir parte da infraestrutura para a nuvem, a TI adquire um serviço personalizado, que atende às suas demandas por um custo mais justo. Isso significa deixar de lado a necessidade de investir alto em hardware, na segurança e na manutenção desses equipamentos. Afinal, isso fica por conta do fornecedor.

Promove escalabilidade

A combinação dos servidores internos com os recursos na nuvem facilita a expansão da infraestrutura, caso seja necessário. Em tempos de transformação digital, é importante estar pronto para aumentar sua capacidade operacional com agilidade, caso a demanda exija isso. 

A vantagem da nuvem é justamente proporcionar essa flexibilidade. Vale lembrar que isso é acompanhado de um custo proporcional, ou seja, você pode adquirir um tipo de contrato no qual você só paga por aquilo que está usando.

Oferece mobilidade

Uma TI híbrida facilita o acesso aos recursos estando fora da empresa. Em tempos de home office, por exemplo, isso é fundamental para facilitar a transição dos funcionários para o trabalho em casa.

O core do negócio fica hospedado na sua empresa, mas o acesso pode ser feito a qualquer hora, de qualquer lugar. O resultado é um negócio mais dinâmico, com liberdade para crescer e operar de diferentes formas.

Aumenta a flexibilidade

Outro benefício interessante é o aumento da flexibilidade. Com um data center próprio e outro na nuvem, é possível configurar essa combinação de diferentes formas para otimizar o uso da tecnologia de acordo com o core business da empresa.

Automatiza processos

A estratégia de negócios se torna mais eficiente conforme a infraestrutura automatiza uma série de processos no dia a dia da empresa. O monitoramento de acesso, a atualização de softwares e o backup são alguns exemplos de atividades que podem ser executadas de forma automática.

Qual a importância da TI híbrida e da sua correta implementação?

Mostramos que os benefícios são muitos. Ainda assim, é preciso garantir que a implementação seja realizada da maneira correta para que eles sejam alcançados. Alguns desafios incluem a integração de sistemas diferentes, a gestão dos ativos e o treinamento das equipes.

A dica é começar por esse último ponto. É fundamental contar com uma equipe capacitada para lidar com uma TI híbrida, pois eles devem conhecer tanto da arquitetura interna, quanto das particularidades de um servidor na nuvem.

Outro ponto importante é realizar um planejamento detalhado antes da migração. Faça um mapeamento das etapas, levante os riscos existentes e faça testes nos mais variados cenários. Em toda migração, precisamos saber exatamente onde estamos pisando.

Lembre-se que o planejamento envolve ainda duas questões essenciais: o uso de indicadores para mensurar os avanços e uma estratégia de monitoramento. Afinal, é preciso acompanhar de perto o processo e ter em mãos KPIs para que a análise seja mais precisa.

O monitoramento, por sua vez, cumpre um papel ainda mais importante. Ele mostra que pontos estão dentro da expectativa, quais os problemas a serem solucionados e onde estão as oportunidades de melhoria.

Por fim, uma dica valiosa que está relacionada com todas as outras é: conte com o apoio de um especialista no assunto durante toda essa jornada.

Como a Ascenty pode te ajudar a otimizar a estrutura de TI híbrida da sua empresa?

A Ascenty é especialista na implementação de soluções tecnológicas de alto desempenho para impulsionar a transformação digital nas empresas. Estamos falando da maior empresa em infraestrutura de Data Centers da América Latina, com 27 unidades em operação ou construção no Brasil, Chile e México.

A distribuição estratégica desses recursos está conectada por uma rede própria 100% fibra óptica. São mais de 5.000 km de extensão de cabos interligando locais estratégicos ao longo do continente.

Além de Data Centers conectados aos principais Cloud Providers do mundo, a Ascenty garante no contrato 100% de SLA de infraestrutura. O atendimento aos clientes é de excelência, um diferencial importante para quem quer ter tranquilidade ao estruturar sua TI híbrida.

Como você pôde ver, esse modelo veio para ficar. Então, faça uma análise da sua infraestrutura e veja como a nuvem pode ajudar a torná-la mais eficiente, flexível e segura. Em pouco tempo, sua empresa pode contar com uma TI híbrida que traz resultados ainda melhores que os atuais!

Se quer entender como isso pode se tornar realidade no seu ambiente específico, entre em contato com a Ascenty e tire suas dúvidas falando com quem é referência no assunto!

Entenda como a Ascenty garante um Data Center Seguro para os seus clientes

Que tal ouvir o nosso conteúdo?

A segurança da informação passou a ter um papel cada vez mais estratégico para as empresas. E isso se tornou ainda mais imprescindível com a transformação digital, fenômeno que mudou a forma de relacionamento entre os cidadãos e as organizações. Essa conjuntura torna obrigatório um investimento em um data center seguro, principalmente, para instituições de médio e grande porte.

Não ter uma infraestrutura de TI robusta e capaz de suprir a demanda do público-alvo é um erro grave e que deve ser eliminado o mais rápido possível. Felizmente, isso tem sido observado por muitos gestores, que têm adotado a terceirização dos serviços de TI como alternativa para manter o negócio competitivo e escalável.

Neste artigo, vamos destacar fatores ligados à segurança dos data centers no modelo colocation e os diferenciais da Ascenty no fornecimento desse serviço. Confira!

A importância de se contar com um Data Center seguro atualmente

Manter os dados altamente protegidos contra os ataques virtuais deve ser uma das prioridades das organizações no cenário atual. Um vazamento de informações, por exemplo, é capaz de causar prejuízos financeiros e de imagem que podem se tornar irreversíveis.

Essa situação se torna ainda mais evidente com a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) que, a partir de agosto de 2021, aplica penalizações às empresas e aos órgãos públicos que desrespeitarem os procedimentos estabelecidos para armazenar os dados dos cidadãos.

Um ambiente seguro também é vital para evitar que ameaças virtuais prejudiquem o andamento dos trabalhos. Companhias de grande porte e órgãos públicos, como o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJRS), tiveram os serviços comprometidos por causa de ransomware, por exemplo.

Evitar transtornos para os funcionários, clientes e demais segmentos do público-alvo em virtude de incidentes de segurança se torna uma tarefa menos complexa com a adoção de um data center seguro no modelo colocation.

Como garantir um data Center seguro

Há diversos pontos que devem ser levados em consideração para contar com uma infraestrutura tecnológica, capaz de proporcionar um elevado nível de proteção aos dados institucionais. Para você visualizar isso com mais facilidade, vamos apontar alguns desses fatores. Acompanhe!

Fique atento ao local físico

É muito importante que a região, onde será instalado o data center seguro, tenha condições de abrigar um ambiente com tecnologia de ponta. Deve ser avaliada a questão da capacidade de geração de energia da localidade.  Afinal, trata-se de um ambiente em que o consumo de eletricidade é bastante alto. 

A sala segura

Para a montagem de um projeto de data center seguro é fundamental que haja uma sala com condições ideais para proteger os equipamentos e consequentemente os dados dos clientes. O ideal é contar com uma infraestrutura com mecanismos que previnem problemas, como incêndios, inundações e pequenos desmoronamentos.

O controle de acesso

Outro fator primordial para um data center seguro ser uma realidade consiste na criação de um controle de acesso eficiente. Em outras palavras, é preciso ter procedimentos que garantam apenas às pessoas devidamente autorizadas e habilitadas a frequentar o ambiente, quando for necessário. Essa medida é uma maneira também de preservar a integridade e o bom funcionamento dos ativos de TI.

A questão da temperatura

Uma das maiores preocupações dos gestores de Tecnologia da Informação abrange a temperatura do ambiente onde ficam os equipamentos. Afinal, isso tem uma grande influência na performance dos recursos tecnológicos. Ao adotar mecanismos para a temperatura do Data Center estar dentro das melhores práticas do mercado de TI, uma empresa terá um maior retorno do investimento.

A importância da redundância da Data Center

O alto grau de disponibilidade das informações é um dos aspectos que justificam apostar em um data center seguro. Para isso ser concretizado, é essencial que haja uma redundância de equipamentos para evitar quedas de energia e facilitar o acesso aos dados, mesmo quando algum ativo precisar de manutenção.

Os diferenciais da Ascenty para oferecer um Data Center seguro

Os investimentos em tecnologia da informação devem ser realizados com bastante planejamento e pesquisa de mercado. A escolha do provedor de serviços de TI tem cada vez mais impacto na capacidade de uma organização suprir as demandas do público-alvo com eficiência.

Ao investir em um data center seguro, um procedimento adequado é optar por uma empresa especializada, experiente e com um suporte diferenciado. Em virtude disso, é válido conhecer os diferenciais da Ascenty que proporcionam aos clientes um ambiente altamente protegido contra as ameaças virtuais.

Com o objetivo de ajudá-lo a fazer uma boa escolha, vamos destacar aspectos que mostram como os serviços da Ascenty são uma excelente alternativa para o seu empreendimento. Veja!

Adoção de câmeras de segurança

A circulação de pessoas e de ativos merece um monitoramento eficiente. Isso justifica o uso de câmeras de segurança que ajudem a acompanhar o fluxo de pessoas e de equipamentos, além de identificar os indivíduos que entram em um Data Center.

Uso de biometria

Para minimizar as possibilidades de pessoas não autorizadas a frequentarem o ambiente em que ficam os ativos de TI, é necessário investir na biometria. Esse recurso permite identificar, com extrema exatidão, os funcionários que podem estar no Data Center Colocation, de acordo com a demanda da empresa.

Definição de regras de segurança

A proteção dos dados, sem dúvida, deve estar em primeiro lugar em um Data Center seguro. Em razão disso, é muito importante que sejam estabelecidos alguns procedimentos, como proibir a entrada de dispositivos (pendrives, smartphones, entre outros).

Também é muito importante que os clientes tenham acesso somente ao próprio Data Center. A Ascenty adota esse procedimento, porque sabe como é fundamental garantir que os dados corporativos estejam com uma proteção diferenciada e de acordo com as normas contratuais.

Ela também opta pelo uso de grades que, do chão ao teto, impedem o acesso ao ambiente dos Data Centers. Outro ponto relevante é que os serviços de manutenção são feitos por um corredor externo, evitando que haja um contato direto com o ambiente onde ficam os equipamentos.

Por causa desses mecanismos, a Ascenty se caracteriza por disponibilizar um Data Center seguro para companhias de diversos segmentos. O foco na proteção dos dados tem contribuído para a empresa ter uma participação cada vez mais expressiva no mercado nacional de TI.

Se está em busca de um ambiente extremamente seguro, entre em contato conosco agora mesmo! Estamos à disposição para ajudar o seu negócio a estar mais protegido contra as ameaças digitais!

Como saber se a sua empresa está gastando muito com a infraestrutura de TI?

Que tal ouvir o nosso conteúdo?

A transformação digital e a pandemia do Coronavírus (Covid-19) contribuíram para a expansão do trabalho remoto e da computação em nuvem. Hoje, as companhias necessitam de mobilidade e mais segurança para atingirem uma maior produtividade. Esse cenário forçou um maior investimento na infraestrutura de TI.

De acordo com o Gartner, os gastos mundiais no segmento de tecnologia corporativa vão chegar a US$ 4,2 trilhões em 2021, o que aponta um crescimento de 8,6% em relação ao ano anterior. Esse resultado indica como as organizações estão buscando acompanhar o avanço tecnológico para serem mais competitivas.

Neste artigo, vamos abordar diversos pontos sobre como as companhias devem gerenciar os investimentos em infraestrutura tecnológica com foco em eficiência e proteção dos dados. Confira!

Os principais sinais que a sua empresa gasta muito com a infraestrutura de TI

Não há dúvidas de que uma análise sobre como a instituição administra os ativos de Tecnologia da Informação é necessária para a otimização dos recursos. Com o objetivo de mostrar isso de maneira mais clara, vamos apontar elementos cruciais para uma avaliação mais precisa sobre os gastos com infraestrutura. Acompanhe!

Estrutura robusta para pouca demanda 

O primeiro passo para verificar se o investimento em Tecnologia da Informação está sendo aplicado com eficiência consiste em verificar se a estrutura utilizada está de acordo com a demanda prevista.

Em alguns casos, uma empresa, por falta de experiência e planejamento, opta por adotar uma infraestrutura de TI muito acima das necessidades do momento. Essa situação gera o uso inadequado de equipamentos, além de desperdício de dinheiro.

Em uma conjuntura de elevada concorrência, as ferramentas tecnológicas devem ser utilizadas com extrema inteligência. Por isso, é inadmissível investir em uma estrutura robusta, caso a companhia não tenha uma demanda expressiva para gerenciar o fluxo e o armazenamento de dados.

Para a otimização da infraestrutura de TI, é necessário um estudo que faça uma estimativa realista da necessidade dos recursos tecnológicos mais apropriados para a gestão do fluxo de dados e dos serviços digitais.

Dessa forma, as chances de utilizar os ativos tecnológicos na medida certa aumentam de forma considerável. Independentemente do momento financeiro do negócio, o desperdício de dinheiro é uma prática que atrapalha os investimentos em inovação e na melhoria contínua.

Muitos custos extras

É comum uma empresa ter momentos em que a demanda oscila de maneira considerável. Essa situação envolve, principalmente, o setor de comércio eletrônico em que a procura dos consumidores cresce de forma vertiginosa em ocasiões especiais, como Natal, Dia das Crianças, Dia das Mães, Dia dos Pais etc.

Em razão desse cenário, é válido contar com um provedor que seja capaz de oferecer um serviço de colocation de forma escalável e flexível. Por outro lado, também é preciso ter uma dimensão mais precisa da demanda extra para evitar que os custos adicionais consumam o orçamento de TI de maneira expressiva.

O recomendado é optar por uma gestão que estime a necessidade de administrar os dados ao longo do ano, com base em um planejamento devidamente elaborado. Essa medida é crucial para que a infraestrutura de TI seja otimizada, fazendo com que os gastos adicionais sejam reduzidos ao máximo.

Alto consumo de energia e de refrigeração

 Administrar um ambiente de TI é uma tarefa que exige observação e bom senso. Afinal, a infraestrutura tecnológica tem um peso cada vez mais relevante no desempenho. E isso ficou ainda mais evidente com a mudança de hábitos no mundo corporativo, em que é cada vez mais comum a adesão ao trabalho remoto.

Se uma organização busca ter uma excelente performance, precisa também estar preocupada com o consumo de energia e de refrigeração no Data Center. Esses fatores têm uma ligação direta com a eficiência dos equipamentos. Além disso, podem indicar que os ativos estejam precisando de uma manutenção preventiva.

Manter a temperatura do ambiente tecnológico nos padrões indicados pelos fabricantes é uma medida necessária para os ativos de TI terem as condições ideais para apresentarem um rendimento dentro ou acima das expectativas. Isso também é importante para evitar que o consumo de energia cresça demasiadamente.

Os gastos com energia elétrica são um dos fatores que devem ser observados pelos gestores de TI com bastante atenção. Além da questão financeira, eles podem apontar que os equipamentos podem precisar de um reparo específico ou serem substituídos em curto prazo.

Altos gastos com novos equipamentos

Com certeza, as organizações precisam estar preocupadas em acompanhar o avanço tecnológico para oferecer serviços digitais de ponta aos clientes e proporcionar condições de trabalho para os colaboradores serem mais produtivos. Apesar disso, o bom senso deve estar em primeiro lugar quando o assunto é compras no segmento de TI.

A aquisição de equipamentos deve levar em consideração a demanda atual e futura. Além disso, deve ser feita com base em uma pesquisa abrangente para escolher uma solução que represente o melhor custo-benefício.

Não adianta, por exemplo, investir em ativos robustos e de ponta, caso a empresa não os utilize de forma plena. Caso seja necessário aperfeiçoar a infraestrutura de TI, é válido avaliar a condição orçamentária da empresa para evitar o endividamento e a capacidade de investir na melhoria de outras áreas.

Por mais que isso pareça óbvio é um cuidado que não deve ser ignorado em hipótese alguma. Em virtude disso, a aquisição de equipamentos novos no segmento de Tecnologia da Informação passou a ser uma atividade estratégica e vital para a competitividade.

Como o Colocation é capaz de auxiliar a sua empresa a otimizar os gastos com a infraestrutura de TI

Uma gestão inteligente dos recursos tecnológicos e financeiros é fundamental para atingir um desempenho notável. Para atingir essa meta, uma excelente alternativa é contar com parceiros que ajudem a usar a Tecnologia da Informação de maneira estratégica, como a Ascenty, especialista em serviços de colocation.

Com um suporte qualificado, uma empresa pode contar com uma infraestrutura de TI que evite situações, como gastos excessivos com equipamentos, problemas com eficiência energética, utilização inadequada dos recursos tecnológicos e dificuldades com gastos adicionais.

A Ascenty também se diferencia por disponibilizar vantagens como o aumento da proteção dos dados corporativos, a reposição ágil de hardwares, a redundância de infraestrutura de TI, o suporte 24×7 e a adoção de equipamentos atualizados.

Se deseja utilizar a tecnologia de maneira mais inteligente, entre em contato conosco agora mesmo! Estamos à disposição para te ajudar a alcançar o crescimento sustentável!